Figueirós dos Vinhos e Castanheira de Pera (Leiria) em risco ‘máximo’

20 Jun 2017 / 08:35 H.

Os concelhos de Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera, em Leiria, palco de um incêndio que já causou 64 mortos, estão hoje em risco ‘máximo’ de incêndio, segundo o Instituto do Mar e da Atmosfera.

De acordo com informação disponibilizada na página da Internet do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), estes municípios fazem parte da uma lista de concelhos que apresentam durante o dia de hoje em Portugal Continental um risco ‘máximo’ de incêndio.

Em Figueiró dos Vinhos continua a lavrar o incêndio que começou às 13:43 de sábado, em Escalos Fundeiros, concelho de Pedrógão Grande, que alastrou depois aos concelhos vizinhos de Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera, no distrito de Leiria, e entrou também no distrito de Castelo Branco, pelo concelho da Sertã.

O último balanço oficial dá conta de 64 mortos e 135 feridos. Há ainda dezenas de deslocados, estando por calcular o número de casas e viaturas destruídas.

Além de Pedrógão Grande, existem quatro grandes fogos a lavrar nos distritos de Leiria, Coimbra e Castelo Branco.

Segundo o IPMA, estão hoje em risco ‘máximo’ de incêndio os concelhos de Figueiró dos Vinhos, Castanheira de Pera e Alvaiázere (Leiria), Vila Velha de Ródão, Proença-a-Nova, Vila de Rei, Oleiros e Sertã (Castelo Branco), Penela, Miranda do Corvo, Lousã, Góis, Pampilhosa da Serra, Arganil (Coimbra) e Ferreira do Zêzere, Abrantes e Mação (Santarém).

O Instituto colocou também em risco ‘máximo’ de incêndio os concelhos de Marvão, Nisa, Gavião (Portalegre), Figueira de Castelo Rodrigo, Vila Nova de Foz Coa, (Guarda), Tavira, Castro Marim, Alcoutim, Loulé, Silves, Monchique e Aljezur (Faro), Odemira (Beja) e Freixo de Espada à Cinta, Torre de Moncorvo, Carrazeda de Ansiães, Vila Flor, Alfândega da Fé, Mogadouro, Macedo de Cavaleiros, Vimioso, Bragança e Vinhais (Bragança).

O IPMA colocou também em risco muito elevado e elevado de incêndio vários concelhos dos 18 distritos de Portugal continental.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre ‘Reduzido’ e ‘Máximo’.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 em cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O IPMA prevê para hoje no continente continuação de tempo quente com céu pouco nublado ou limpo, tornando-se geralmente muito nublado no litoral oeste a sul do cabo da Roca a partir do final do dia.

Durante a tarde, está previsto um aumento temporário de nebulosidade no interior Norte e Centro, com possibilidade de ocorrência de aguaceiros e trovoadas dispersos.

A previsão aponta ainda para vento fraco, soprando moderado de sueste no Baixo Alentejo e Algarve até meio da tarde e temporariamente forte nas serras algarvias, sendo fraco a moderado do quadrante oeste no litoral oeste durante a tarde.

O IPMA prevê ainda uma pequena descida de temperatura no litoral a sul do cabo Carvoeiro.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão variar entre 23 e 36, no Porto entre 17 e 32, em Leiria entre 19 e 36, em Coimbra entre 19 e 37, em Santarém entre 22 e 41, em Vila Real entre 20 e 35, em Viseu entre 20 e 34, em Bragança entre 18 e 35, na Guarda entre 21 e 31, em Castelo Branco entre 21 e 38, em Portalegre entre 24 e 37, em Évora entre 20 e 40, em Beja entre 22 e 37 e em Faro entre 22 e 29.

Tópicos

Outras Notícias