Dois projectos portugueses distinguidos pelo Conselho Europeu de Investigação

08 Fev 2018 / 14:58 H.

Dois projetos portugueses foram hoje distinguidos pelo Conselho Europeu de Investigação (CEI) com uma subvenção de 150.000 euros, destinada a investigadores que exploram o potencial inovador das suas descobertas científicas.

João Mano, da Universidade de Aveiro, foi distinguido pelo projeto ‘MicroBone’, que desenvolve plataformas 3D com plasma rico em plaquetas com vista à criação de micro tecidos ósseos para modelos de doenças ‘in vitro’, e José Henrique Fernandes, da Fundação Champalimaud, foi eleito com o projeto NEURIMM, que trata a ativação neuro-imune como nova abordagem terapêutica da doença intestinal inflamatória (IBD).

Os dois projetos portugueses fazem parte dos 52 vencedores de um concurso de subvenções para a inovação patrocinado pelo Conselho Europeu de Investigação.

As chamadas subvenções ‘validação do conceito’ do CEI, no valor de 150.000 euros cada, fazem parte do programa de investigação e inovação Horizonte 2020 e destinam-se a investigadores que exploram o potencial inovador das suas descobertas científicas, o que os ajudará a trazer os resultados da sua investigação de fronteira mais próximos do mercado.

Os vencedores hoje anunciados juntam-se, assim, aos 102 outros que já receberam subvenções em 2017.

Outras Notícias