‘Brexit’ e movimento associativo dominam visita de deputado do PSD a Londres

02 Fev 2018 / 16:36 H.

Contactos sobre o ‘Brexit’ e o movimento associativo vão dominar a visita do deputado social-democrata eleito pelo círculo da Europa, Carlos Gonçalves, à comunidade portuguesa em Londres a partir de sábado.

Além de uma reunião com o Conselheiro das Comunidades Portuguesas, António Cunha, tem marcada visitas e conversas com dirigentes de diferentes associações da capital britânica.

O deputado disse à agência Lusa querer inteirar-se da situação da comunidade no âmbito do processo de saída do Reino Unido da União Europeia.

Londres e Bruxelas chegaram a um acordo em dezembro sobre os direitos dos cidadãos europeus que residem no país, mas falta concluirem as negociações sobre temas como as obrigações financeiras e a fronteira da Irlanda do Norte com a República da Irlanda.

As informações que tem recebido de políticos franceses e polacos, referiu, são de preocupação com o ritmo do processo.

“Quero perceber se o apoio e informação que a comunidade portuguesa está a receber são suficientes, nomeadamente a nível consular”, afirmou.

Sobre o movimento associativo, pretende saber se foi bem sucedido o processo de candidaturas a apoios da Direção Geral dos Assuntos Consulares e das Comunidades Portuguesas (DGACP), no final de 2017.

“Há um novo regulamento que deu pouco tempo para preparar candidaturas e reunir documentos e quero saber quais foram as associações que tiveram pedidos aceites”, comentou.

Carlos Gonçalves vai ainda reunir com a nova direção da secção do PSD no Reino Unido, constituída em dezembro.

O deputado diz que esta já contribuiu para o texto da moção Moção “Um Portugal Global com as suas Comunidades”, a apresentar no 37º. Congresso Nacional do partido que irá realizar-se de 16 a 18 de fevereiro.

A visita conclui com uma deslocação ao Consulado Geral em Londres e uma reunião com a chefe do posto, Joana Gaspar.