Associação de Tondela cumpria requisitos para actividade

14 Jan 2018 / 14:30 H.

A Associação Cultural, Recreativa e Humanitária de Vila Nova da Rainha, em Tondela, onde no sábado há noite houve um incêndio, cumpriria os requisitos para a sua atividade, disse hoje o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Em declarações aos jornalistas no final de uma visita ao piso de baixo da associação, Marcelo Rebelo de Sousa referiu que, segundo o presidente da Câmara de Tondela, a associação “tinha os licenciamentos e o que era preciso para este tipo de atividade”.

Questionado sobre o facto de as pessoas que estavam dentro da associação terem tentado fugir por uma porta que abria para dentro, o Presidente da República explicou que “havia ao lado uma porta que, precisamente, abria para fora”.

“Como a que ficava em frente das escadas era a mais óbvia, a mais utilizada e a outra normalmente estava fechada, aquela que podia ter dado saída para o piso que ficou praticamente incólume (o piso de baixo), não foi utilizada”, contou.

Marcelo Rebelo de Sousa admitiu que “é fácil de dizer” que deveriam ter usado a outra porta mas, “quando as pessoas estão em pânico, é mais difícil de fazer”.

O Presidente da República justificou ter-se deslocado hoje a Vila Nova da Rainha por entender que “este é um daqueles choques que são muito fundos na vida das pessoas”.

Durante a visita às instalações, disse ter conseguido perceber “a posição das mesas, a localização das pessoas, da salamandra, da saída para as escadas” e que, mesmo havendo duas portas para sair, houve “uma aglomeração a pensar na porta que estava em frente e não na que estava à esquerda”.

Segundo Marcelo Rebelo de Sousa, a parte que ardeu mais rapidamente foi o teto, o que “explica porque é que alguns dos feridos, para se protegerem da queda do teto, se queimaram nas mãos e na cara”.

O Chefe de Estado disse ainda que tentará visitar as famílias das vítimas, mas respeitando “o recato deste momento, que é de vivência familiar”, e também os doentes internados nos vários hospitais, hoje e nos próximos dias.