Tempo de confiança

18 Mar 2017 / 02:00 H.

Vivemos tempos de recuperação económica e social na Região.
Os indicadores apontam para novas dinâmicas de crescimento em quase todos os sectores da nossa economia.

Há um novo clima de confiança.

Um aumento substancial do investimento e do consumo.

E é justamente por isso que o desemprego na RAM está ao nível mais baixo desde 2011 -11%.

Recorde-se que no 1.º trimestre de 2013 o desemprego ascendia a 19,8% e quando tomamos posse em Abril de 2015 situava-se em 15,8%.

De resto a política de redução fiscal e devolução de rendimentos às famílias encetada pelo Governo Regional também contribuiu para este clima de confiança – devolução de 12,5 Milhões de Euros em 2016 e 2017 por via da baixa de IRS e reposição do Subsídio de Insularidade no valor de 4,5 Milhões.

No turismo atingimos números extraordinários em 2016, no número de turistas, dormidas, taxa de ocupação, preços e proveitos gerais. Sem dúvida, o melhor ano de sempre do turismo na Madeira e Porto Santo.

O imobiliário cresceu 30% de 2015 para 2016.

A venda de automóveis cresceu nos últimos 3 anos, e de 2015 para 2016 teve um aumento de 24,7%.

O crédito mal parado apresentou o valor mais baixo dos últimos 5 anos.

As receitas fiscais do CINM (Centro Internacional de Negócios da Madeira) continuam a subir: 151 Milhões de Euros em 2015, 191 Milhões de Euros em 2016.

São estes e outros indicadores que a oposição de esquerda regional, cada vez mais radicalizada, não gosta de ouvir.

Persistem nas mesmas lengalengas catastróficas e demagógicas sem qualquer correspondência com a realidade.

Miguel Albuquerque
Outras Notícias