Lusoavia - Da Madeira para o Mundo

Este encontro está a ser concebido e produzido por criativos madeirenses que resolveram unir a indústria da aviação num palco conjunto

12 Out 2017 / 02:00 H.

Começa hoje em Lisboa o primeiro Encontro Internacional de Aviação dos Países Lusófonos , evento que se prolongará até Sábado. Com um painel de luxo que reúne à mesma “mesa” personalidades tão importantes como os CEO da TAP transportadora aérea portuguesa e da TAAG angolana ou presidente das linhas aéreas de Moçambique bem como membros da IATA, pilotos , pensadores e escritores, sindicatos, diretores de várias companhias aéreas, escolas de aviação e presidentes de importantes institutos, aeroportos ou entidades públicas e privadas este acontecimento visa sobretudo criar condições para se fomentar a cooperação institucional dentro do espaço da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa num universo que segundo a organização representará 12% do tráfego aéreo Mundial.

Se é importante que se discutam temas nevrálgicos que podem assumir contornos essenciais para cada um dos países como os acordos de formação, o estudo científico na área da aviação e os problemas que se colocam neste Mundo em permanente mutação é também de salutar uma produção aglutinadora que possa gerar desenvolvimento económico comum, partilha de conhecimento e visão estratégica mas também promoção conjunta, que num meio tão competitivo como este assume carácter decisivo no que à sobrevivência ou ao sucesso possam dizer respeito. Um dos provérbios africanos mais conhecidos diz precisamente “ se queres ir rápido vai sozinho se querem ir longe vai em conjunto”.

Importa referir que este encontro está a ser concebido e produzido por criativos madeirenses que resolveram unir a indústria da aviação num palco conjunto o que por si só é mais um exemplo da capacidade e do talento da Madeira, não só com capacidade para gerar novos e importantes laços na Lusofonia como para criar e desenvolver conteúdos diferenciadores que podem ser a alavanca para o desenvolvimento e crescimento fundamental nesta área na região. A união de esforços e a capacidade de ser um polo de parcerias e interesses comuns é nos tempos que correm um mérito e uma opção de futuro que devemos aplaudir e incentivar quem sabe como exemplo para outro tipo de encontros e como incentivo a que outros possam dar semelhantes passos aproveitando este legado de muitos milhões de pessoas que se envolvem através da língua e da cultura e de relações históricas que devem ser aproveitadas em forma de sinergia para uma aposta em diversos mercados com outra pujança.

Num mercado tão sensível e numa área a da aviação da qual a região se encontra tão dependente o desenvolvimento de uma ideia única e original como a união de todo um sector demonstra também do ponto de vista estratégico que estamos preparados para darmos o passo para novos e decisivos desafios. Que este espaço de discussão e partilha seja um sucesso é o que eu desejo e que possa também ele quem sabe trazer à baila a resolução de alguns problemas que nos afectam o dia a dia também. Acima de tudo porque devemos apoiar e estimular o bom trabalho que é feito por cá , a originalidade e o crescimento conjunto , porque só assim seremos mais fortes e estaremos mais bem preparados para os tempos que se aproximam. A Lusoavia é um evento madeirense para o Mundo. Que outros possam ser seguidos e apoiados.

José Paulo do Carmo
Outras Notícias