Leal à rugas

A Rubina Leal que conheço é totalmente leal às rugas do tempo e da idade. Mas (...) aceitou sem agravo os piores cartazes que se encontram

17 Set 2017 / 02:00 H.

1. A Rubina Leal é uma excelente candidata à Câmara Municipal do Funchal e, a ser eleita, uma excelente presidente. Porque escrevo isto sem qualquer titubeação? Essencialmente, porque é mulher e a politica da Madeira precisa muito de mulheres em cargos de decisão. No caso, uma mulher com total vocação para resolver os problemas concretos dos munícipes do Funchal e da própria cidade do Funchal. Não é uma mulher de gabinete e de papelada – é uma mulher de terreno. Uma mulher que pega num dossier e só o deixa depois de o resolver. Adiamentos e arquivos não é com ela e isso é uma qualidade que nós, homens idiotas, raramente a temos.

2. A Rubina Leal não leal ao fotoshop ou ao botox. A Rubina Leal que conheço é totalmente leal às rugas do tempo e da idade. Mas, prisioneira que está da máquina partidária do PSD-M (ninguém chega ao poder sozinho!), aceitou sem agravo os piores cartazes que se encontram espalhados pela cidade do Funchal. Um desastre em termos de imagem que descaracterizam a sua pessoa e personalidade até os limites do absurdo.

3. A Rubina Leal tem nas mãos o futuro do Miguel Albuquerque. Como? Simples. Se ganha devolve o Paulo Cafôfo às funções de professor de história no Campanário. Se perde – arruma o “pereirinha” (não te ofendas, pá) – e lança o Paulo Cafôfo e o PS-Madeira na disputa da Quinta Vigia ao PSD-Madeira e ao Miguel Albuquerque. Qualquer gajo com a licenciatura de jerico percebe isto.

4. A Rubina Leal, mulher, tem ainda outro problema. Este. O Paulo Cafofo exerce o cargo de Presidente da Câmara do Funchal como se fosse uma mulher. E as mulheres – mesmo a minha querida mãe de 91 anos de idade – gostam dele. “Na hora do aperto é dos carecas que elas gostam mais”.

António Fontes
Outras Notícias