A lebre do norte

O Carlos Pereira do PS-Madeira, em termos de competência, dá vinte a zero ao Emanuel Câmara e ao Paulo Cafôfo.

22 Out 2017 / 02:00 H.

“Sou candidato á presidência do partido socialista” (Emanuel Câmara, 13.10.2017, 9h.25m,
na sua pagina do Facebook).

1. Uma lebre ao serviço de uma falcatrua. A lebre é o Emanuel Câmara, Presidente da Câmara Municipal do Porto Moniz – a falcatrua é abrir as portas do Partido Socialista da Madeira ao Paulo Cafôfo passando a ferro o Carlos Pereira. E assim reiniciou-se a desintegração do PS-Madeira em guerras intestinais internas quando, pelo menos nesta data, devia estar unido numa guerra externa contra o PSD-Madeira.

2. O Emanuel Câmara – antigo arbitro de futebol e testemunha pericial de Rui Alves no apito dourado (não viu nenhum erro, nem sabe de nada!) – aprendeu com Alberto João Jardim a ganhar eleições na Madeira. Cadeiras de rodas e adaptadas para idosos a seis dias das eleições autárquicas, cadeira de dentista a dois dias, doações de material escolar e adubos, comícios á saída das igrejas, missas e padreco a insinuar que Jesus é socialista (e é!), passeios de camionetas aos “velhos”, Semana do Mar do ano de 2017 de luxo (Agir, Xutos e Pontapés e Michael Carreira) – e pronto, aqui está, resumidamente, o currículo vitae do novo candidato lebre do PS-Madeira. Tudo, claro, a troco de um lugar de deputado nacional ou europeu, virando as costas aos “vilões” do Porto Moniz. Que sacrifício pessoal. E dos filhos a quem escandalosamente deu ração pública.

3. O Carlos Pereira do PS-Madeira – em termos de competência técnica, rigor e organização – dá vinte a zero ao Emanuel Câmara e ao Paulo Cafôfo. Mas tem um probleminha. Este: é socialmente azedo e não alinha em “comprar” eleitores e militantes. Ora, um gajo destes é um bife para a grelha partidária do Emanuel Câmara.

4. Mas, pior que o “vilão” do Emanuel Câmara, é a fotografia nesta falcatrua do Paulo Cafôfo. Afinal o slogan da Mudança e da Confiança está apenas á distancia de um pontapé na pança dos eleitores do Funchal – a quem jurou fidelidade até o fim do mandato autárquico datado para 2021. O objectivo do Paulo Cafôfo, apoiado pelo António Costa nas ventas do Carlos Pereira, é, de facto, chegar á Quinta Vigia sem olhar a meios. Define o seu carácter político – ou seja, outro hipócrita e falso ao serviço do seu umbigo.

5. Quer provas do envolvimento do Paulo Cafôfo nesta falcatrua? Fácil. Leia o excelente artigo publicado no Facebook pelo André Escórcio sob o titulo “Porque não admito trapaça” e consulte os likes apostos na declaração de candidatura do Emanuel Câmara á liderança do PS-Madeira. Entre os 1.300 likes e 60 partilhas estão Duarte Caldeira Ferreira, Rita Pestana, Idalina Perestrelo Luís, Danilo Matos, Sérgio Abreu, Rui Caetano, Rui Nepomuceno, Olavo Câmara, Victor Freitas, José Miguel Iglésias e, suspenda a respiração, Paulo Cafôfo. Faça o você o desenho. Mais palavras para quê?!

6. Sinceramente, estou a pensar filiar-me no PS-Madeira e criar a facção do chumbo quente com o seguinte programa eleitoral: tiros ás lebres!

António Fontes