Saber quem nos visita

17 Jul 2017 / 02:00 H.

A CMF divulgou recentemente um apanhado dos turistas que visitaram o seu centro de informação. De acordo com os serviços da CMF, 45% têm entre 41 e 64 anos, e 30% uma idade igual ou superior a 65 anos. Há uma maior incidência de turistas de nacionalidade inglesa (38%) e alemã (17%) no Funchal, bem como de visitantes oriundos de países do Norte da Europa (8% em conjunto). De entre os inquiridos, 90% viajam acompanhados, fazendo-se deslocar predominantemente através de meios aéreos, e permanecem na ilha entre 4 a 7 dias (47%) ou por períodos superiores a uma semana (34%).

Também lhes foi perguntado o que mais gostavam. Da cidade destacaram a simpatia das pessoas, a diversidade da cultura, a gastronomia e a natureza.

Um estudo já com os anos, produzido por uma universidade alemã para a Comissão Europeia afirmava que o segmento de mercado com mais rendimentos disponíveis para viajar era, e seria cada vez mais, o dos reformados europeus, e que as cidades e destinos que fossem capazes de dar resposta às necessidades acrescidas destes teriam tudo a ganhar com isso.

Quais são essas necessidades? São as normais para pessoas nesse escalão etário: acessibilidades (transportes, proximidades, e voos directos), serviços (casas de banho, limpas e frequentes) e motivos de interesse pelo destino, o que passa por percursos interessantes, bonitos, seguros e bem mantidos, pela protecção da cultura e da paisagem, pela manutenção da calma e da natureza.

E tudo isto me parece tão lógico que me custam a perceber as acções/omissões na protecção/dinamização deste segmento. Cada vez é mais difícil transportar essas pessoas, pela ilha e pela cidade, cada vez a paisagem é interrompida por mais “monstros”, cada vez mais há barreiras a um fluxo normal de pessoas (bilhetes para miradouros, casas de banho, etc – em vez de uma taxa única, cobrada por quarto, e que cubra todos estes custos e permita um investimento em estruturas e sua manutenção adequadas a este segmento.

Roberto Loja

Tópicos

Outras Notícias