Meu Funchal, quem te viu e quem te vê!

21 Abr 2017 / 18:06 H.

A história da nossa cidade entre 2013 a 2107, é uma história que deixa todos os Funchalenses tristes, pois viram a sua cidade ficar moribunda. A actual vereação da Câmara Municipal do Funchal está travando o desenvolvimento e a economia da nossa cidade.

O actual presidente da Câmara Municipal do Funchal Paulo Cafôfo está a travar a economia da capital Madeirense e está a prejudicar os Funchalenses com a sua falta de aptidão e de visão para a nossa capital, continuando com as suas medidas a vulso sem critérios e sem fundamentos.

O foco do actual presidente Cafôfo está em aparecer com propaganda, com declarações fantasiosas e com promessas que ficam por cumprir, está a fazer um caminho de passagem pelo largo do município, pois todos já perceberam até o PS Madeira que o que o move é o caminho para a Quinta Vigia.

São vários os exemplos desta incapacidade de governação do actual edil da capital, a inércia e a falta de resposta a quem quer investir na nossa cidade, a pura burocracia encontrada na Câmara do Funchal, afugentam os investidores. Temos na nossa capital vários prédios devolutos que necessitam de serem recuperados, e a actual vereação em vez de agilizar os processos de licenciamento destes prédios em ruínas, pelo contrario dificulta e empata quem quer recuperar e investir na nossa cidade.

Esta Câmara não reorganiza o comércio na nossa baixa da cidade, não cria polos de atractividade para que os Funchalenses procurem mais o centro da cidade, esta câmara não apoia os comerciantes, restringindo os seus negócios e não permitindo flexibilidade nos horários de abertura, não os incentiva a criar mais postos de trabalho, com estímulos reais, concretos e duradouros.

Temos na nossa cidade vários espaços públicos ao abandono, com falta de limpeza, sendo o Funchal e a Madeira uma região de excelência no turismo, tais situações não deveriam existir. Se a Câmara não sabe o que fazer com esses espaços públicos e é incapaz de os gerir, o melhor será concecioná-los aos privados, criando desta forma incentivos ao investimento na capital e criação de novos postos de trabalho na nossa cidade.

Este Executivo Camarário não cria incentivos para que os os jovens procurem a cidade do Funchal para viverem, não cria incentivos à natalidade, esta Executivo na pessoa do seu presidente Paulo Cafôfo não quer saber dos jovens e também não quer saber dos idosos, pois não apresenta uma política social adequada às verdadeiras necessidades deste grupo específico de Funchalenses. Não tem capacidade de perceber que é necessário mais lares de idosos, centros de dia e novos centros de acolhimento de pessoas com necessidades especiais no Funchal, a nossa população está a envelhecer e o Sr. presidente da Câmara nada tem feito para resolver este problema.

Apresenta programas como a “Câmara à porta” onde não faz soar a campainha das suas casas de quem necessita.

O apoio social tem que ser uma das bandeiras na capital Madeirense. Não podemos permitir que a nossa cidade tenha pessoas a viver nas ruas, é um verdadeiro flagelo social, e temos que combater estas desigualdades sociais.

Os Funchalenses querem ver ação querem ver trabalho realizado, querem ver políticas sérias, já estão cansados das demagogias e sorrisos fáceis, já passaram 3 anos e meio desde as últimas eleições e não se consegue ver trabalho sério realizado.

Deste mandato o que podemos verificar e concluir é um falhanço total nos programas das políticas sociais. Como se não bastasse falta elaborar a revisão do PDM, (está na gaveta do Sr. Presidente desde a sua chegada à Câmara) falta idealizar apoios e incentivos para os investidores e comerciantes, falta estratégia no que toca ao ambiente, falta de políticas rodoviárias para a cidade do Funchal com falha nas sinaléticas e outros aspectos de segurança, falta apresentar estratégia de animação para o centro da cidade, verifica-se falhas graves na política de mobilidade, entre muitos outros falhanços da actual Equipa de Vereadores e principalmente do seu presidente Paulo Cafôfo.

A capital Madeirense, os Funchalenses merecem mais e melhor e precisam de um Município que trabalhe a sério e preocupado em suprir as suas necessidades.

O Funchal precisa de Rumo, de um novo Rumo, com visão, estratégia e desenvolvimento.

Para isso, é necessário alguém com o sentido de missão como a Dra. Rubina Leal.

Fábio Bastos
Outras Notícias