Gente feliz fez a festa

Foi muito bonita a festa mas há muito trabalho pela frente. Tenho a certeza que vamos ser capazes

03 Out 2017 / 02:00 H.

Estou a escrever este artigo numa situação muito particular. Dormi poucas horas. A festa no Funchal foi muito saborosa. Tivemos maioria absoluta e Paulo Cafôfo continuará a ser Presidente da Câmara Municipal do Funchal, contra muitos ventos e marés, e muitas faltas de presença de algumas pessoas, que até parece que queriam que fossem outros a ganharem. As caras carrancudas, em todo o lado, foram derrotadas. O poder autárquico na Madeira é multicolor e, pela primeira vez, uma jovem Mulher foi eleita presidente de câmara. Parabéns à Célia Pessegueiro porque fez história e espero que seja só o início duma maior representação das mulheres em cargos políticos.

Parabéns a Todas as Pessoas e equipas que se empenharam nesta campanha para derrotar um poder que está a cair de podre, e ainda bem que ainda estou viva, para sentir essa queda. Parabéns em particular ao meu amigo Filipe Sousa em Santa Cruz, ao Ricardo em Machico ao Emanuel no Porto Moniz e a todos os outros que se mobilizaram com empenho para vencerem o PSD. Foi bom sentir que eles estão a perder. Foi muito poder durante muito tempo.

Às Câmaras Municipais que continuam PSD desejo-lhes sorte, mas apelo aos eleitos da oposição que não desistam de lhes fazer frente, com dignidade e acutilância, para daqui a quatro anos voltar com mais força.

Uma palavra muito sentida e carinhosa para a equipa da qual faço parte em São Martinho. Obrigada pela entrega, pela alegria, pelo afeto e pelo amor aos nossos fregueses. Aprendi e dei o que pude, mas estar integrada nesta equipa é muito bom. Como sempre tenho dito, a política quando é exercida com gosto de servir as Pessoas, é uma das causas mais nobres que existe.

As Pessoas são inteligentes e até muito sábias e sabem votar conforme os seus interesses nos diferentes atos eleitorais. Por isso mesmo é que votaram, por exemplo, Paulo Cafôfo para a Câmara e em outro partido para a Junta de Freguesia.

É muito importante que os partidos das diferentes oposições tirem lições e percebam que, quando apresentam uma lista apenas a dois meses antes das eleições, isso não resulta. Sou defensora, sempre fui, de que o trabalho deve ser permanente, com lógica organizativa para que, quando aparece uma lista, ela seja vista com a maior das naturalidades. Trabalho e mais trabalho junto das pessoas, ouvi-las apresentar propostas e resolver os seus problemas, que às vezes até são de fácil solução, este é o segredo do verdadeiro trabalho político autárquico, e não só...

Foi muito bonita a festa mas há muito trabalho pela frente. Tenho a certeza que vamos ser capazes de um dia fazer a festa completa. Basta juntar vontades com propostas claras e Pessoas capazes.

Guida Vieira

Tópicos

Outras Notícias