Um total de 33 feridos em colisão em montanha russa em Madrid

Saúde /
16 Jul 2017 / 18:07 H.

Trinta e três pessoas, incluindo menores de idade, ficaram hoje feridas em consequência de um choque de dois comboios da montanha russa do Parque de Atrações de Madrid, noticiou a agência espanhola EFE citando fontes locais.

Entre os menores feridos, estão seis crianças com menos de 10 anos.

O acidente verificou-se às 14:30 quando chocaram dois comboios na chamada atração “Trem da Mina”, a primeira montanha russa em Espanha a utilizar óculos de realidade virtual interativa.

Após o acidente, a Proteção Civil foi chamada ao local para socorrer os feridos, que sofreram contusões e outros ferimentos ligeiros.

Vinte e sete dos 33 feridos foram transportados para centros hospitalares da capital espanhola.

Os restantes feridos optaram por ir ao hospital ou centro de saúde pelos seus próprios meios, indicou a Proteção Civil.

A montanha russa onde ocorreu o acidente havia passado “todos os controlos” que se fazem diariamente no Parque de Atrações de Madrid, asseguraram à EFE fontes daquele recinto, acrescentando que a segurança das pessoas é um “valor fundamental que prevalece sobre qualquer outro”.

As mesmas fontes sublinharam que os ferimentos provocados pelo acidente foram ligeiros e pediram “tranquilidade”, apesar de não ocultarem o “desgosto tremendo” pelo sucedido.

Consideraram ainda primordial conhecer as causas do acidente, que já está a ser investigado pelos técnicos do Parque de Atrações, acompanhados pela polícia municipal.

A montanha russa foi encerrada após o acidente, mas o resto das atrações continua a funcionar com normalidade.

O “Trem da Mina”, inaugurado em 2012, é a primeira montanha russa que recorre a óculos de realidade virtual interativa em Espanha, tem uma altura de 17,5 metros, 450 metros de largura e demora 100 segundos a completar o percurso, atingindo uma velocidade máxima de 55 quilómetros/hora.

Outras Notícias