UE presta homenagem à “inteligência brilhante” de Hawking

14 Mar 2018 / 14:08 H.

A União Europeia (UE) homenageou hoje o físico britânico Stephen Hawking, que o executivo comunitário classificou como um homem de curiosidade infinita e inteligência brilhante.

“Não apenas mostrou uma curiosidade infinita -- se posso usar esse termo -- como conseguiu fazer algo tão complexo como tornar a física acessível a pessoas como tu e eu”, disse um porta-voz da Comissão Europeia.

Citando o cientista, Alexander Winterstein salientou que “o maior inimigo do conhecimento não é a ignorância, é a ilusão do conhecimento”.

Também o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, homenageou, na rede social Twitter, o cientista com uma citação deste: “O que importa é não nos rendermos. Em memória de Stephen Hawking”.

O físico britânico, cujo trabalho na área da relatividade e dos buracos negros se destacou, morreu hoje aos 76 anos de idade, na sua casa em Cambridge, anunciou a sua família.

“Estamos profundamente tristes com a morte, hoje, do nosso adorado pai. Foi um grande cientista e um homem extraordinário, cujo trabalho e legado permanecerão por muitos anos”, escreveram os filhos do cientista, Lucy, Robert e Tim, num texto divulgado pelas agências noticiosas.

No texto, os filhos de Stephen Hawking acrescentam que a sua coragem e persistência, assim como a sua inteligência e humor inspiraram pessoas por todo o mundo.

“Ele disse um dia que ‘este não seria um grande universo se não fosse a casa das pessoas que amamos’”, acrescentam os filhos.

Outras Notícias