Trump “entrou para sempre na história” de Jerusalém

07 Dez 2017 / 10:13 H.

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, considerou hoje que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, “entrou para sempre na história” de Jerusalém, ao reconhecer a cidade como a capital de Israel.

“O Presidente Trump entrou para sempre na história da nossa capital e o seu nome será exibido orgulhosamente junto com outros nomes na gloriosa história da nossa cidade”, disse Netanyahu, num evento público organizado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros de Israel.

O líder israelita manifestou-se ainda confiante de que outros países irão seguir a iniciativa dos Estados Unidos e mudar as suas embaixadas para Jerusalém.

“Já estamos em contacto com outros Estados que irão fazer um reconhecimento semelhante”, disse Netanyahu, afirmando que “chegou o momento”.

Donald Trump reconheceu na quarta-feira Jerusalém como capital de Israel, afirmando que “há muito que já deveria ter sido tomada” esta decisão.

O anúncio do Presidente norte-americano, que foi recebido por uma onda de contestação diplomática na Europa e no Médio Oriente, representa uma rotura com décadas de neutralidade da diplomacia norte-americana na questão israelo-palestiniana.

Donald Trump também anunciou que vai dar ordens ao Departamento de Estado para mudar a embaixada dos EUA de Telavive para Jerusalém.

Outras Notícias