Rebelião em prisão do Estado brasileiro do Paraná provoca dois mortos

10 Nov 2017 / 23:00 H.

Uma rebelião entre detidos numa prisão do Estado brasileiro do Paraná provocou dois mortos, um dos quais em consequência de decapitação, e seis outros feridos, revelou hoje o Departamento dos Assuntos Prisionais.

Os presidiários da Penitenciária Estadual de Cascavel, que mantêm dois guardas prisionais como reféns, revoltaram-se na tarde de quinta-feira, reivindicando melhor alimentação e a transferência de três guardas para outras instalações.

A Polícia Militar encetou negociações com os presidiários, que libertaram um dos três guardas feitos reféns, por apresentar ferimentos graves.

A Associated Press refere que quase 700 dos 980 presos da Penitência Estadual de Cascavel, a oeste do Estado do Paraná, estão envolvidos na rebelião, que o governador estadual, Beto Richa, atribuiu a confrontos entre grupos rivais na prisão.

Em 2014, a Penitenciária Estadual de Cascavel ficou destruída em 80% da área, depois um confronto entre gangues, que provocou a morte de cinco presos e deixou 25 feridos.

Tópicos