Papa Francisco pede que “em nenhuma parte do mundo existam crianças soldados”

01 Dez 2016 / 16:14 H.

O papa Francisco apelou hoje para que “em nenhuma parte do mundo existam crianças soldados”, numa mensagem em vídeo divulgada na internet e citada pela agência EFE.

O vídeo insere-se numa iniciativa do papa, que publica todos os meses em língua espanhola uma gravação em que analisa aquilo que entende ser uma preocupação da humanidade.

No vídeo de dezembro, o papa afirma que, “neste mundo, em que se desenvolveram as tecnologias mais sofisticadas, vendem-se armas que terminam nas mãos de crianças soldados”.

“Devemos fazer todo o possível para que se respeite a dignidade das crianças e para terminar com esta forma de escravatura. Sejas quem sejas, se estás comovido como eu, peço-te que te juntes a esta intenção, para que em nenhuma parte do mundo existam crianças soldados”, disse o papa Francisco.

Em anteriores ocasiões, o papa havia refletido sobre assuntos como a proteção do ambiente, a igualdade entre homens e mulheres, a crise dos refugiados, a exploração laboral e o diálogo inter-religioso para fomentar a paz.

Outras Notícias