Palestiniano morto a tiro por soldados israelitas

Trata-se da 14.ª vítima desde o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel por Donald Trump

03 Jan 2018 / 14:01 H.

Um palestiniano de 17 anos foi morto hoje a tiro por soldados israelitas em confrontos perto da capital da Cisjordânia ocupada, Ramallah, indicou o Ministério da Saúde da Autoridade Palestiniana.

Moussab Firas Tamimi, morto na localidade de Deir Neizam, a norte de Ramallah, é o 14.º palestiniano morto desde o aumento da tensão na região devido ao anúncio do presidente norte-americano, Donald Trump, a 6 de Dezembro, reconhecendo Jerusalém como capital de Israel.

A decisão suscitou a cólera dos palestinianos e uma onda de críticas num mundo.

Uma porta-voz do exército israelita disse à agência France Presse que dezenas de palestinianos participaram num motim em Deir Neizam.

Soldados viram um deles com uma arma e dispararam na sua direcção, adiantou, sem confirmar a morte do palestiniano.

Israel ocupou Jerusalém Oriental durante a Guerra dos Seis Dias, em 1967, e anexou a cidade em 1980, contra a posição da comunidade internacional. Os palestinianos reivindicam Jerusalém Oriental como capital de um futuro Estado da Palestina.

Outras Notícias