Número de mortos no ataque a mesquita de Cabul sobe para 56

21 Out 2017 / 12:53 H.

O número de mortos no ataque de sexta-feira a uma mesquita xiita em Cabul subiu para 56 e o de feridos para 55, entre várias mulheres e crianças, informou hoje o porta-voz do Ministério do Interior afegão, Hedayatullah Hafiz.

À agência noticiosa EFE, o porta-voz confirmou que 56 afegãos morreram e 55 “fiéis que estavam a rezar ficaram feridos”, estando três mulheres entre as vítimas mortais e outras três entre os feridos.

“Também há crianças entre as vítimas”, acrescentou Hafiz.

O anterior balanço dava conta de 39 mortos.

Este ataque suicida à mesquita xiita foi reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico.

“O ‘kamikaze’ Abou Omar o Turcomeno [...] conseguiu rebentar-se com o seu colete de explosivos” numa mesquita xiita em Cabul, indicou um comunicado do Estado Islâmico.

Até este novo balanço, as autoridades tinham contabilizado 70 mortos na sexta-feira em dois atentados contra mesquitas no Afeganistão, uma em Cabul e outra na província de Ghor.

O comunicado dos extremistas não referiu, no entanto, o segundo atentado de sexta-feira.

A comunidade ‘xiita’ e, em especial, a minoria étnica ‘hazara’, é alvo frequente de atentados, pelo que as autoridades tinham armado centenas de civis desta religião para proteger as mesquitas durante eventos importantes.

Tópicos