Número de mortos do atentado de Cabul sube para 103

28 Jan 2018 / 12:29 H.

As autoridades do Afeganistão elevaram hoje para 103 o número de mortos causados pelo atentado ocorrido no centro de Cabul, no sábado, e já reivindicado pelos talibãs.

O ministro da Administração Interna, Wais Ahmad Barmak, informou também que o número de feridos no ataque é de 235 e acrescentou que entre as vítimas estão polícias.

O atacante conduziu uma ambulância com explosivos e conseguiu passar por um controlo de segurança dizendo que estava a levar um doente para o hospital.

A explosão ocorreu cerca das 13 horas locais (08h30 em Portugal), no sábado, numa zona próxima das sedes do Ministério do Interior, da polícia afegã, e do edifício da delegação da União Europeia (UE), na capital do país, provocando estragos e destruindo dezenas de lojas e veículos.

Ahmad Fahim, um comerciante que sobreviveu à explosão relatou que vários vendedores morreram ou ficaram feridos e que viu vítimas perderam braços ou pernas.

A forte explosão, que foi sentida pela cidade e deixou uma área coberta de fumo e pó, ocorreu uma semana depois de extremistas talibãs terem invadido um hotel de luxo em Cabul, matando 22 pessoas, entre as quais 14 estrangeiros.

O Governo declarou um dia de luto, com encerramento das lojas e bandeiras a meia haste.

O responsável dos serviços de informações, Masoom Stanekzai, avançou que foram detidas quatro pessoas relacionadas com a explosão de sábado, e cinco pessoas por suspeita de estarem envolvidas no ataque ao Intercontinental Hotel.

Outras Notícias