Nancy Pelosi reeleita líder democrata da Câmara dos Representantes dos EUA

Democratas deram novo mandato à californiana de 76 anos, no cargo desde 2002

01 Dez 2016 / 03:59 H.

Os congressistas democratas da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos reelegeram quarta-feira Nancy Pelosi para a liderança da minoria democrata na câmara baixa do Congresso norte-americano, neste momento dominada pelo Partido Republicano.

Apesar do descontentamento de alguns membros democratas face aos resultados do Partido Democrata nas eleições de 08 de novembro (perderam a Presidência e não conseguiram conquistar a maioria em nenhuma das duas câmaras do Congresso), Nancy Pelosi conseguiu vencer a votação contra o representante democrata do Ohio Tim Ryan por uma larga margem, 134-63.

A votação secreta decorreu numa reunião à porta fechada.

“Precisamos dos melhores para nos liderar”, disse o representante democrata da Califórnia Adam Schiff, durante a reunião dos democratas, citado pela agência noticiosa norte-americana Associated Press.

“Ninguém é um tático melhor do que Nancy Pelosi”, reforçou.

A representante californiana, de 76 anos, está na liderança democrata desde 2002.

Para garantir a sua reeleição, a representante teve de assumir algumas mudanças para responder às queixas de alguns legisladores democratas que alegam ser excluídos das fileiras da liderança democrata.

“Penso que Tim Ryan seria um grande líder. Ele é a nova geração e penso que ele iria apelar aos ‘millennials’ [os jovens nascidos entre 1980 e 1996] e aos jovens deste país”, afirmou o congressista de Massachusetts Steve Lynch, durante a reunião democrata.

“A nossa base é a classe trabalhadora e temos de falar sobre isso. Temos de dizer à classe trabalhadora deste país que nos preocupamos com eles”, reforçou o congressista.

Em 2017, os republicanos irão manter pelo menos 240 assentos na Câmara dos Representantes. Os democratas, que tinham grande esperança nas recentes eleições de 08 de novembro, só conseguiram reforçar a sua representação em seis assentos e permanecem em minoria com 194 assentos.

Outras Notícias