Músico angolano suspeito de tráfico de drogas aguarda julgamento em prisão preventiva

Angola /
15 Set 2018 / 09:01 H.

O processo-crime conta o músico angolano Fernando Lucas da Silva, conhecido por Robertinho, detido em maio suspeita de tráfico de droga, já deu entrada no Tribunal Provincial de Luanda, que ordenou a sua prisão preventiva.

Segundo o porta-voz da direção nacional do Serviço de Investigação Criminal (SIC), Tomás Agostinho, citado pelo Jornal de Angola, terminada a fase de instrução preparatória, o processo foi já remetido ao tribunal.

O caso remonta de Novembro de 2017, quando Robertinho regressava de uma atividade cultural no Brasil, fazia-se acompanhar de duas malas, uma das quais com nove quilogramas de cocaína supostamente entregue por um desconhecido no aeroporto brasileiro.

Tomás Agostinho adianta que a par do músico Robertinho estão igualmente indiciados dois indivíduos, “que se terão apresentado voluntariamente ao SIC”, que o cantor afirma serem os proprietários da mala que continha a droga.

O processo de acordo com porta-voz do Serviço de Investigação Criminal está já, há dois meses no tribunal, período em que o SIC deixou de ter informações adicionais em relação ao caso.

Robertinho, que aguarda julgamento em prisão preventiva, emergiu, em Angola, na década de 80 e em 1991 publicou o seu álbum de estreia “Joana”. Gravou em 1978 o seu primeiro single e em Novembro de 2017 lançou o seu mais recente álbum intitulado “Kakinhento”.

Outras Notícias