Madrid estima em mil milhões custo do movimento independentista na Catalunha

02 Jan 2018 / 04:33 H.

O ministro da Economia de Espanha estimou hoje em cerca de mil milhões de euros o custo da crise política motivada pelos independentistas na economia catalã no último semestre do ano que terminou.

Numa entrevista à estação de televisão Cadena Ser, Luis de Guindos explicou que essa estimativa corresponde à desaceleração em quatro ou cinco décimas do crescimento do PIB catalão, de cerca de 0,9% para 0,4% no quarto trimestre.

O ministro da Economia de Espanha considera que a crise política terá custado uns mil milhões de euros ao crescimento económico, “castigado” pela abordagem independentista.

Segundo o ministro, a desaceleração põe em evidência a “enorme inquietação e desconfiança” que geraram as decisões do governo catalão.

Luis de Guindos disse esperar que o futuro governo da Catalunha esteja consciente destes custos e abandone a “via unilateral” e se centre “no dia a dia” e nas “necessidades básicas” da Catalunha.