Lusodescendente abre destilaria Portuguese Bend em Long Beach, sul de Los Angeles

11 Ago 2018 / 11:38 H.

O empresário luso-descendente Simon Haxton vai recuperar tradições com a abertura da destilaria Portuguese Bend em Long Beach, a sul de Los Angeles, prevista para abrir até ao final do ano.

O espaço irá recuperar métodos tradicionais de destilação anteriores à Lei Seca dos anos vinte do século passado e terá bar de degustação e restaurante. O Portuguese Bend, onde serão destiladas bebidas espirituosas como rum, gin, vodka e diversos whiskys, aguarda o processo final de inspeções do condado de Los Angeles, disse à Lusa Simon Haxton.

O empresário é acompanhado por um grupo de investidores do ramo da restauração, “sem influência de uma casa-mãe corporativa” e estará à frente da primeira destilaria de Long Beach e oitava do condado de Los Angeles. O projeto está a ser desenvolvido há quatro anos com apoio da cidade, que tem um legado histórico relacionado com o tráfico de álcool durante a Lei Seca, devido aos seus portos de fácil acesso.

Simon Haxton é descendente de imigrantes portugueses da Madeira, os Fernandes, que chegaram à Califórnia há várias gerações. O nome Portuguese Bend “advém da reserva local onde os portugueses pescavam e caçavam baleias”, explicou o empresário, e onde mais tarde, durante a Lei Seca, “era escondido o álcool contrafeito” transportado entre o terminal e a ilha Catalina.

O empresário também lembrou que a Madeira “fornecia a tinta azul que os colonos usavam para fazer os uniformes durante a Revolução Americana” e que o vinho da Madeira “era um dos favoritos de George Washington e Thomas Jefferson”.

A destilaria será aberta na baixa de Long Beach, uma área de comércio e entretenimento com zona pedonal que vai até à praia, com “atmosfera casual de alto nível”. Simon Haxton argumentou que a proximidade com locais de desembarque de navios de cruzeiro, a Disneyland e Los Angeles fará do espaço “uma excelente localização de destino” com atrativos para “turistas de todo o mundo”.

O espaço de destilação estará visível através de paredes de vidro, para que os clientes possam acompanhar o processo. O Portuguese Bend “também vai oferecer provas de degustação educativas” para aqueles que quiserem saber mais sobre como o álcool é feito e que tipo de matérias-primas é usado nas várias bebidas espirituosas. Os whiskys “terão de envelhecer em barris” durante alguns anos antes de estarem disponíveis, disse Simon Haxton.

Além de álcool, haverá um menu de comida gerido por dois dos investidores, Brenda Rivera e Luís Navarro, que têm outros negócios de restauração. A ideia será criar opções alinhadas com as bebidas e cocktails, muitos deles sazonais, “aproveitando ingredientes frescos e locais quando estão na sua época”.

Em janeiro de 2019, o Portuguese Bend planeia começar a distribuir bebidas espirituosas para várias localizações dentro dos Estados Unidos e espera “chegar aos clientes globais” pouco tempo depois.

Outras Notícias