Liga Árabe reúne-se de emergência na quinta-feira na sequência de “agressão israelita”

Egipto /
16 Mai 2018 / 09:48 H.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da Liga Árabe vão reunir-se na quinta-feira no Cairo na sequência “da agressão israelita contra o povo palestiniano”, anunciou hoje a organização.

Pelo menos 60 pessoas foram mortas e cerca de 2.500 ficaram feridas pelas forças israelitas na fronteira de Gaza durante os protestos contra a abertura da embaixada dos Estados Unidos em Jerusalém.

Hoje, os delegados permanentes da Liga Árabe devem reunir-se de urgência para analisar a iniciativa norte-americana que qualificaram de “clara violação do direito internacional”, disse à France Presse o secretário-geral da organização, Ahmed Aboul Gheit.

A reunião ministerial foi pedida pela Arábia Saudita e vai decorrer na sede da Liga Árabe na capital do Egito “para fazer face à agressão israelita contra o povo palestiniano e reagir à decisão ilegal levada a cabo pelos Estados Unidos que transferiu a embaixada para Jerusalém”.

Na terça-feira, o secretário-geral da Liga Árabe condenou o “massacre” de israelitas contra palestinianos em Gaza e apelou à intervenção do Tribunal Penal Internacional no sentido de se realizar um inquérito.

Israel justificou o uso da força contra os manifestantes alegando que foi necessário defender as fronteiras.

Outras Notícias