Guterres nomeia britânico Martin Griffiths para enviado especial para o Iémen

EUA /
14 Fev 2018 / 09:54 H.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, informou o Conselho de Segurança da intenção de nomear o britânico Martin Griffiths para enviado especial para o Iémen, em substituição de Ismail Ould Sheikh Ahmed, confirmaram hoje fontes diplomáticas.

Os membros do Conselho de Segurança -- cinco permanentes e dez não-permanentes - têm de se pronunciar sobre a nomeação até as 22 horas de quinta-feira (hora de Lisboa), mas as mesmas fontes diplomáticas vaticinam que o nome de Martin Griffiths deverá ser aprovado.

O britânico substituirá o mauritano Sheikh Ahmed, que anunciou no mês passado a vontade de cessar funções no final do mandato, que expira em fevereiro, depois de quase três anos sem progressos na resolução do conflito que opõe os rebeldes Houthis ao governo iemenita, apoiado por uma coligação liderada pela Arábia Saudita.

Martin Griffiths, que dirige o Instituto Europeu de Paz da Fundação, com sede em Bruxelas, foi apresentado por António Guterres como tendo “uma larga experiência na resolução de conflitos e na mediação e negociação de assuntos humanitários”.

O conflito no Iémen começou em 2014 com a tomada da capital, Sanaa, pelos rebeldes Houthis, apoiados pelo Irão. Em março de 2015, uma coligação árabe liderada pela Arábia Saudita lançou uma intervenção militar para apoiar o governo.

Segundo a ONU, a guerra no Iémen já fez 9.200 mortos e 53 mil feridos e causou a pior crise alimentar das últimas décadas.

Outras Notícias