Depressão tropical provoca inundações e coloca Costa Rica em alerta máximo

País /
05 Out 2017 / 04:18 H.

As autoridades da Costa Rica colocaram quase todo o país em alerta vermelho (o nível máximo) por causa das fortes chuvas e das inundações provocadas por uma depressão tropical que está atingir a região.

A Comissão Nacional de Emergências da Costa Rica (CNE) elevou o nível de alerta, de amarelo para vermelho, nas províncias costeiras de Guanacaste e Puntarenas (na zona do Pacífico), bem como na zona norte do país e em Valle Central, onde estão localizadas as principais cidades, incluindo a capital São José.

Para a província de Limón (Caraíbas), a CNE elevou o alerta de verde (preventivo) para amarelo (intermédio).

“É solicitado aos cidadãos que adoptem medidas de protecção e prevenção necessárias para chuvas intensas, aumento dos caudais dos rios, possíveis deslizamentos de terra e inundações. Também foram alertadas áreas turísticas e embarcações, pois está anunciada uma forte ondulação”, informaram as autoridades costa-riquenhas, num comunicado.

A CNE ativou todos os comités locais de emergência, caso sejam necessárias evacuações e o resgate de pessoas em zonas inundadas. Também foi preparada a abertura de centros de acolhimento para desalojados.

Informações citadas pela agência noticiosa espanhola EFE indicam relatos de inundações na província de Guanacaste.

De acordo com os dados meteorológicos mais recentes, a depressão tropical, a 16.ª registada este ano, encontra-se no mar das Caraíbas, a cerca de 280 quilómetros a noroeste da cidade de Limón, e desloca-se a uma velocidade de 11 quilómetros por hora.

Os mesmos dados dão conta de ventos a rondar os 55 quilómetros por hora.

“Prevê-se que nas próximas horas, a depressão tropical ganhe força e alcance a categoria de tempestade tropical”, alertou o Instituto Meteorológico Nacional (IMN) costa-riquenho.