Cinquenta e seis tartarugas protegidas roubadas de um parque na Córsega

11 Set 2018 / 10:24 H.

Cinquenta e seis tartarugas Hermann, uma espécie protegida, foram roubadas de um parque de vida selvagem da ilha francesa da Córsega, anunciaram os funcionários na página no Facebook.

“O parque acaba de ser roubado. Levaram 56 tartarugas Hermann adultas!” Estas tartarugas não podem ser vendidas legalmente e só podem alimentar o tráfico “, escreveram os funcionários do parque de animais A Cupulatta, localizado em Vero, a 25 quilómetros de Ajaccio, ao sul da ilha mediterrânica.

O parque adianta também a possibilidade de o roubo ter sido feito por ativistas “anti-zoológicos.

“Eles também podem ser libertados na natureza se forem roubados pelos ativistas e contaminarem populações selvagens com germes mortais, tendo sido mantidos em cativeiro por muito tempo e tendo-se cruzado com animais e pessoas que as tartarugas selvagens normalmente não conhecem “, adverte o parque.

A investigação está a cargo da polícia de Peri, disse o procurador Eric Bouillard.

A tartaruga de Hermann é uma espécie protegida e as subespécies ocidentais podem ser encontradas em todo o Mediterrâneo, na Espanha, França, Córsega, Itália e Sardenha.

Mede 18 a 20 centímetros de altura quando adulta e é caracterizado por cores amarelas e pretas na casca.

É considerado uma espécie “ameaçada” pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), a organização não-governamental líder mundial dedicada à conservação da natureza.