Centenas de pessoas em confrontos violentos em protesto racista nos EUA

EUA /
12 Ago 2017 / 18:53 H.

Centenas de pessoas envolveram-se hoje em confrontos violentos na sequência de um protesto nacionalista organizado no centro da cidade de Charlottesville, no Estado norte-americano da Virginia.

Apoiantes da manifestação e pessoas que estão contra o protesto gritaram, cantaram, trocaram murros, lançaram garrafas de água e ‘sprays’ químicos uns contra os outros.

O ‘blogger’ de direita Jason Kessler planeou aquilo a que chamou “marcha pró-branca” para contestar a decisão de Charlottesville de remover a estátua do general Robert E. Lee de um parque no centro da cidade, esperando-se centenas de pessoas naquela área.

O governador da Virginia declarou hoje o estado de emergência em resposta a este protesto e, através da sua conta na rede social Twitter, disse que tomou esta decisão para “ajudar o Estado a responder à violência” na marcha de Charlottesville, a cerca de 160 quilómetros de Washington.

Já na sexta-feira à noite tinha havido confrontos quando centenas de brancos nacionalistas marcharam no ‘campus’ da Universidade da Virginia com tochas.

O porta-voz da universidade, com sede em Charlottesville, deu conta de que uma pessoa tinha sido detida e que várias pessoas ficaram feridas.

Tópicos

Outras Notícias