Amesterdão vence Milão na disputa pela nova sede da Agência Europeia do Medicamento

20 Nov 2017 / 17:32 H.

A cidade de Amesterdão, na Holanda, foi a escolhida para receber a nova sede da Agência Europeia do Medicamento (EMA), que neste momento está situada em Londres e terá de mudar, devido à saída do Reino Unido da União Europeia..

Até há instantes Milão (Itália) e Amesterdão (Holanda) disputaram entre si, numa terceira volta, a eleição para a nova sede da Agência Europeia do Medicamento (EMA), após uma segunda volta que deixou de fora Copenhaga, indicaram fontes europeias.

Na primeira volta da votação para a sede da EMA, que decorre no Conselho de Assuntos Gerais da União Europeia, em Bruxelas, o Porto recolheu 10 votos, tendo sido a sétima cidade mais votada, a par de Atenas, e atrás de Milão (25 votos), Amesterdão e Copenhaga (ambas com 20), Bratislava (15), Barcelona (13) e Estocolmo (12), passando as três mais votadas à segunda volta.

Os outros candidatos que hoje se apresentaram a votos eram Bona (Alemanha), Lille (França), Sófia (tiveram todas 3 votos na primeira volta); Viena (4), Bruxelas e Helsínquia (ambas com 5 votos), Bucareste e Varsóvia (7).

A EMA, cuja localização em Londres terá de mudar devido à saída do Reino Unido da UE, conta atualmente com 890 trabalhadores e recebe cerca de 35 mil representantes da indústria por ano.

Ainda hoje, os 27 Estados-membros reunidos num Conselho de Assuntos Gerais -- numa reunião na qual Portugal está representado pela secretária de Estado dos Assuntos Europeus, Ana Paula Zacarias -, irão eleger a nova sede da Autoridade Bancária Europeia, também de saída do Reino Unido devido ao ‘Brexit’

Outras Notícias