Saúde arranca com o ‘pé esquerdo’ em 2018

02 Jan 2018 / 10:00 H.

O sector da saúde entra em 2018 com mais lacunas denunciadas, desta vez, pelos membros do serviço de Cardiologia do SESARAM.

Hoje, o DIÁRIO dá conta da lista de espera de pacientes que aguardam por um exame ao coração, que tem vindo a crescer devido à instabilidade que se verifica no Serviço de Cardiologia, além do novo modelo de comparticipação da ADSE que tem dificultado a alternativa ao sector privado.

Neste sentido, Ricardo Miguel Oliveira, director do DIÁRIO, fala da necessidade que os doentes têm em encontrar ajuda nas Urgências, por não terem acesso a consultas e exames atempadamente.

“Alguns só têm consulta marcada quando já faleceram”, diz, em jeito conclusivo do ‘Minuto Madeira’ desta terça-feira, 2 de Janeiro.

Tópicos