YornInspiring Future chega à Ilha da Madeira

25 Out 2017 / 14:22 H.

O projecto YornInspiring Future – cujo objectivo é informar os jovens alunos do secundário sobre os diversos caminhos que podem seguir quando terminarem o 12º ano – estará pela primeira vez na Madeira, nos dias 30 e 31 de Outubro.

O YornInspiring Future irá estar presente em quatro escolas da Região, nomeadamente: Escola Secundária Jaime Moniz, na manhã do dia 30 de Outubro; Escola Complementar do Til-APEL, no mesmo dia, no período da tarde; Escola Secundária Francisco Franco, no 31 de Outubro (manhã) e Escola Secundária de Machico (tarde).

Isto significa que mais de 1.600 alunos do 12º ano irão ter a possibilidade de assistir a workshops de desenvolvimento de competências, sobre tomada de decisão, produtividade e preparação para o mercado de trabalho, e assistir a apresentações de 23 instituições de ensino superior, nacionais e internacionais (como o Instituto Superior Técnico, a NOVA SBE, o ISCTE-IUL, a Universidade Católica Portuguesa e a Universidade da Madeira), muitas delas estreantes na sua presença na Região Autónoma da Madeira.

De referir que o projecto YornInspiring Future já envolveu mais de 100 mil jovens do 12º ano desde o seu início, em 2013.

Sobre o projecto YornInspiring Future

A Associação Inspirar o Futuro, criadora deste projecto, tem como objectivo dar apoio aos jovens portugueses, com especial foco nas suas fases de transição, para que estes consigam planear de forma consciente o seu projecto de carreira e de vida, alcançando assim o seu máximo potencial.

O YornInspiring Future tem-se mostrado uma aposta consecutiva das escolas secundárias no apoio aos respectivos alunos na transição pós-secundário. Tendo começado com apenas 50 escolas na sua primeira edição em 2013/2014, o projecto cresceu exponencialmente nos últimos anos, tendo abrangido todo o território

continental no passado ano lectivo, estando presente em 250 escolas secundárias. Com a ambição de crescer todos os anos, inclui, pela primeira vez neste ano lectivo, a Região Autónoma da Madeira.

Em 2017, foi atribuído a este projecto um financiamento europeu, através da estrutura Portugal Inovação Social, do Portugal 2020, demonstrando assim a relevância do impacto social que resulta desta intervenção.