Vento e chuva abrandaram na última hora

Rajada máxima ficou-se pelos 105 km/h no Lombo da Terça, Pico Alto e Chão do Areeiro voltaram a ter chuva de nível ‘amarelo’

13 Out 2018 / 10:44 H.

Contrariamente à previsão, a última hora (até às 10 horas) fica marcada pelo desagravamento generalizado das condições atmosféricas. O vento abrandou ligeiramente, sobretudo nas zonas altas, onde a chuva também diminuiu de intensidade, apesar de ter voltado a ‘tocar no amarelo’ nas serras do Funchal, de acordo com os registos obtidos nas 21 estações meteorológicas do IPMA espalhadas pelo arquipélago da Madeira.

Apesar de ainda ter soprado acima dos 100 km/h no Lombo da Terça, a intensidade das rajadas baixou para um máximo de 105 km/h, neste extremo Oeste da ilha da Madeira. No Areeiro o vento máximo atingiu os 100 km/h. Em contrapartida passou a ‘soprar’ mais forte na zona Leste da Madeira. No Aeroporto da Madeira Cristiano Ronaldo o valor extremo do vento este sábado atingiu os 89 km/h (10h00), enquanto no Caniçal chegou aos 94 km/h (09h20).

Mais brando tem sido o vento no Porto Santo, pese embora o ligeiro aumento da intensidade depois das 9 da manhã (64 km/h, às 09h10).

A precipitação também diminuiu na última hora, mas ainda assim voltou a atingir nível de aviso amarelo no Pico Alto (10,7 mm/1h) e no Chão do Areeiro (10,3 mm/1h).

Bica da Cana, Monte e Aeroporto da Madeira foram outras zonas com chuva com algum significado já esta manhã.

Santana e Porto Santo mantiveram-se secos.