Valter Moreno, o suspeito de ter morto à facada a ex-companheira na Madeira, deverá ser ouvido esta tarde no Tribunal do Funchal

21 Abr 2017 / 11:54 H.

Valter Moreno, o empresário de 43 anos suspeito de ter assassinado a ex-companheira Ilídia Macedo com uma arma branca, na madrugada do passado sábado, dia 15, no Funchal, teve alta do Hospital Dr. Nélio Mendonça esta sexta-feira e poderá já ser ouvido esta tarde no Tribunal do Funchal.

O ‘personal trainer’, que apresentava cortes no corpo e foi atingido a tiro pela PSP, num joelho, quando tentava fugir do local do crime, deverá chegar ao tribunal a partir das 14 horas, sabe o DIÁRIO que esta manhã esteve naquela instituição de justiça. Ainda assim há um período de 48 horas para esta diligência, pelo que o suspeito poderá ser ouvido até segunda-feira.

Recorde-se que o crime terá acontecido de madrugada, por volta das 5 horas da manhã de sábado. Valter Moreno, ex-namorado de Ilídia Macedo, forçou a entrada no apartamento da mulher, na Avenida João Paulo II, na Ajuda e, após uma discussão, acabou por esfaqueá-la de forma mortal.