UMa atribui título de Doutor Honoris Causa a Xanana Gusmão

11 Out 2017 / 14:50 H.

A Universidade da Madeira (UMa) vai atribuir o título de Doutor Honoris Causa a Kay Rala Xanana Gusmão, em reconhecimento do seu extraordinário papel na resistência timorense contra a ocupação estrangeira, e posteriormente por se ter tornado um dos fundadores daquela que é hoje a pátria de Timor-Leste.

A atribuição vai acontecer a 16 de outubro, dia em que a Academia madeirense assinala a Abertura do Ano Académico 2017/2018, numa Sessão Solene, agendada para as 17h, no Auditório da Reitoria, no Colégio dos Jesuítas.

Além do tradicional Cortejo Académico, a abertura solene das aulas inclui as intervenções do Presidente do Conselho Geral, Francisco Fernandes, do Presidente da Associação Académica, Carlos Abreu, e do Reitor da UMA José Carmo.

Na cerimónia de atribuição do título de Doutor Honoris Causa a Kay Rala Xanana Gusmão, o Juiz Conselheiro Ireneu Cabral Barreto assumirá o papel de Padrinho do Doutorando e proferirá o respectivo elogio.

Kay Rala Xanana Gusmão nasceu a 20 de 1946, em Laleia, no Distrito de Manatuto. Foi Presidente da República, Primeiro-Ministro e Ministro do Planeamento e Investimento Estratégico do Governo de Timor-Leste.

Actualmente é membro do G7+, uma organização intergovernamental que tem permitido aos países afectados por conflitos influenciarem de forma mais decisiva a formulação de políticas de desenvolvimento. Entre os inúmeros prémios e distinções que acumulou ao longo da carreira incluem-se o Doutoramento Honoris Causa de universidades da Austrália, Portugal, Brasil, Japão e Malásia.

Em todos os processos que liderou, com vista à libertação do seu povo, Xanana Gusmão distinguiu-se pelos seus méritos e carisma, que consagraram uma imagem, de cidadão e político, ao nível das personalidades mais marcantes do séc. XX. A encerrar a Sessão Solene de Abertura do Ano Académico 2017/2018, terá lugar uma actuação da TUMa – Tuna da Universidade da Madeira e um ‘Madeira de Honra’.

Tópicos

Outras Notícias