Tribunal quer ouvir governantes no âmbito do pedido de suspensão do aterro do Porto Novo

17 Jan 2018 / 19:35 H.

O juiz do Tribunal Administrativo e Fiscal do Funchal (TAFF) decidiu ouvir amanhã três governantes na sequência do pedido de providência cautelar interposto pela Câmara Municipal de Santa Cruz, solicitando a suspensão da reactivação do aterro do Porto Novo pelo Governo Regional.

No despacho judicial, é considerado “pertinente ouvir” não só Paula Menezes, directora regional do Ordenamento do Território, do Ambiente e do Mar, como também a secretária regional do Ambiente e Recursos Naturais, Susana Prada, e o presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque.

A audição está marcada para as amanhã, quinta-feira, a partir das 11h30, na sede do TAFF, no Funchal.

Outras Notícias