Taxistas revoltados com colocação de barreiras no Porto do Funchal

19 Abr 2018 / 19:54 H.

Quando alguns taxistas chegaram esta tarde ao Porto do Funchal “nem queriam acreditar no que estava a acontecer”, lamenta Eusébio Gomes, presidente da Assembleia-Geral da AITRAM.

O navio Lobo Marinho chega por volta das 21 horas ao Porto do Funchal, “’carregado’ de passageiros” afectados pelos voos divergidos, esta manhã, para o Aeroporto do Porto Santo, e foram colocadas barreiras para que estes mesmos veículos não pudessem estacionar no lugar que lhes é devido, “limitando os serviços”.

A APRAM, através do seu gabinete de Promoção e Relações Públicas, acedeu em responder ao DIÁRIO relativamente a esta questão, esclarecendo que as barreiras foram colocadas no sentido de reparar a iluminação daquela zona portuária, até às 12 horas de amanhã, sendo que, por agora, os taxistas poderão estacionar junto ao túnel do Molhe.

“Já demos indicações aos seguranças para que deixem os taxistas estacionar mais à frente”, esclareceu Ana Gouveia, responsável pela comunicação da APRAM.

É de salientar que aquela zona, reservada aos taxistas, é capaz de ‘albergar’ cerca de 25 táxis.

Outras Notícias