“Ser empreendedora é um acto de coragem”

18 Mar 2017 / 12:49 H.

“Ser empreendedora é um acto de coragem, porque quando trabalhamos por conta própria não temos a noção do que podemos contar no final do mês e é um processo evolutivo que começa muito devagar e, aos poucos, aparecem oportunidades”, disse a estilista Karla Vieira.

A empreendedora, que faz parte do Adoro.Ser.Mulher Madeira, projecto de apoio ao empreendedorismo no feminino, afirmou que esse processo, apesar de ser moroso, acaba por ser compensador quando os convites começam a se intensificar após terem conhecimento dos seus trabalhos.

A estilista considera que tanto os homens, como as mulheres têm a capacidade de serem empreendedores, basta terem criatividade que passa por desenvolver uma ideia. Karla Vieira aproveitou o ocasião para dizer que tem sido “bastante positivo” fazer parte do Adoro.Ser.Mulher Madeira, tendo destacado a ajuda que existe entre todos os elementos que fazem parte do projecto.

“Há momentos em que tenho mais dificuldade em saber por onde é que posso ir e o facto de fazer parte deste projecto faz com que, todas nós, nos ajudemos a descobrir qual o caminho a seguir”, frisou.

Esta manhã, realizou-se o primeiro Open Day do Adoro.Ser.Mulher Madeira que reuniu diversas mulheres empreendedoras. Marisa Santos disse que, em Outubro, o projecto comemora um ano de existência, estando prevista a vinda à Região de algumas mulheres de sucesso para darem o seu testemunho.

A gestora do Adoro.Ser.Mulher Madeira adiantou ainda que as empresárias de cá irão participar no Web Summit, que se realiza em Novembro, em Lisboa. Irão, de igual forma, estar presentes em 2018 numa feira internacional que se irá realiza em Sintra, tudo devido ao sucesso do Adoro.Ser.Mulher Madeira no ramo de empreendedorismo no feminino.