Saúde admite que está a ser alvo de auditoria do Organismo Anti-Fraude

14 Mar 2018 / 19:41 H.

A secretaria regional da Saúde informou esta tarde os meios de comunicação social que tal, “como previsto”, decorre entre os dias 13 e 16 de Março de 2018, uma auditoria ao Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira, E.P.E. pelo Organismo Europeu de Luta Anti-Fraude da Comissão Europeia.

“Este organismo europeu está a auditar os projectos cofinanciados pelo FEDER no período de programação 2007 – 2013”, revela a tutela.

No anao passado, por duas vezes, o DIÁRIO noticiou que o organismo de Luta Anti-Fraude da Comissão Europeia - OLAF - deslocar-se-ia à Madeira, no âmbito da investigação, que está a realizar, ao processo de criação e (não) funcionamento da Unidade de Medicina Nuclear do SESARAM.

O OLAF como escreve a própria entidade, no seu site na Internet, “investiga os casos de fraude, que lesam o orçamento da UE, a corrupção e as faltas graves nas instituições europeias e contribui para a estratégia da Comissão Europeia em matéria de luta contra a fraude”.

O Organismo Anti-Fraude tem capacidade de investigação da Unidade de Medicina Nuclear pelo facto de todo o projecto ter sido desenvolvido com dinheiros europeus, que custearam 85% do valor total.