Santa Cruz mantém IMI no valor mínimo

02 Nov 2017 / 17:42 H.

Na reunião de Câmara, que hoje teve lugar em Santa Cruz, liderada por Filipe Sousa, foi aprovado manter a taxa de IMI no mínimo. Uma política que tem sido seguida pela autarquia desde 2013 e que se manterá nos próximos anos. Entende o executivo que esta é uma forma de ajudar as famílias do concelho, não agravando o orçamento familiar. Indiretamente, e por via da manutenção da taxa mínima de IMI, estão a ser devolvidos mais de dois milhões e meio de euros aos santacruzenses.

Por outro lado, foi igualmente decidido devolver 20% do IRS aos contribuintes de Santa Cruz, valor que representa uma verba próxima dos 400 mil euros.

Incluído no pacote fiscal, foi ainda aprovado manter a aplicação da Derrama em 1,5% sobre as empresas com volume de negócio superior a 150 mil euros. Havendo ainda benefícios fiscais para as empresas que criem postos de trabalho, com um prazo máximo de cinco anos.

Aprovada foi também a proposta de criação de um serviço de transporte de doentes não urgentes, que visa colmatar as falhas do SESARAM a partir de janeiro de 2018.

Outras Notícias