Saiba quem são os novos membros externos do Conselho Geral da Universidade da Madeira

14 Dez 2016 / 11:48 H.

O Conselho Geral da Universidade da Madeira já escolheu os novos membros externos que irão

compor este órgão de governo da Universidade, no quadriénio 2016-2020.

António Jorge Mammerickx da Trindade, António José Luís dos Reis, Francisco José Vieira

Fernandes, José Viriato Soromenho Marques, Marco André Pereira e Barreto e Paulo David Abreu

Andrade são os nomes das personalidades cooptadas a 6 de Dezembro último, pelos membros do

Conselho Geral da Universidade da Madeira.

BREVES NOTAS BIOGRÁFICAS

António Jorge Mammerickx da Trindade

Licenciado em Direito. Empresário de sucesso na área turístico-hoteleira, com vários trabalhos publicados sobre turismo, pelo Ministério da Economia, Universidade de Aveiro, e Universidade da Madeira. De realçar, a sua participação, como orador, em vários Congressos do Sector, assim como palestras em Instituições socioprofissionais e Escolas de Turismo Portuguesas, tendo procurado sempre estabelecer ligações entre as áreas dos negócios, das artes e da educação. Presidente e CEO da “Porto Bay Hotéis e Resorts, S.A”. Integrou a direção de várias Associações Empresariais (AHP e ACIF), foi deputado na Assembleia da República e na Assembleia Legislativa da Madeira e vereador da Câmara Municipal do Funchal. Foi agraciado com as seguintes condecorações: Grande Oficial da Ordem de Mérito; Comenda da Ordem de Mérito Comercial e Industrial; medalha de Ouro de “Mérito Turístico”. Foi ainda agraciado com várias distinções: Gestor do Ano em Hotelaria nos Amadeus Brighter Awards 2015; Prémio Carreira Belmiro Santos 2015; Personalidade Turística do Ano 2009; Empresário do Ano 2009; Homem de Marketing 2004 e 2009. É Cônsul Honorário do Reino dos Países Baixos. Foi membro do Conselho do Conselho Geral da Universidade da Madeira no período 2012-2016.

António José Luís dos Reis

Natural da Madeira e residente em Lisboa. Professor Catedrático do Instituto Superior Técnico, de 1985 a 2012, ano em que se aposentou. Engenheiro Civil, projetista de renome em pontes e estruturas especiais. Diretor Técnico da empresa GRID-Consultas, Estudos e Projetos de Engenharia, SA e da GRID International Consulting Engineers, SA, desde 2015. Foi responsável pela conceção, direção técnica e desenvolvimento de variadíssimos projetos de Engenharia e autor de uma vasta produção académica. Foi agraciado com o prémio Sécil de Engenharia Civil 1997, pelo projeto da Ponte João Gomes; com o prémio da Academia Real das Ciências da Bélgica em 2002, pelas suas contribuições nas técnicas de construção de pontes e engenharia civil; e com o prémio da European Convention for Construction Steelwork (ECCS), atribuído, em 2005, à cobertura metálica do Estádio do Dragão, cujo projeto foi da sua responsabilidade. Recebeu igualmente o título de “Comendador da Ordem de Mérito”, atribuído em 2006. Recebeu o prémio da International Association for Brigdges and Structural Engineering “IABSE 2014 Outstanding Paper” Reabilitation of Suspension Bridge over Zambezi Bridge in Mozambique; o prémio TEKTÓNICA Engenharia, 2015, atribuído pela AIP, pelo seu contributo para o reconhecimento da Engenharia Portuguesa; o prémio da Institution of Civil Engineers UK, ICE, 2011, pelo artigo “Design and Construction of Zambezi River Bridge in Mozambique”. Foi agraciado com a Medalha de Ouro da Ordem dos Engenheiros em 2015. Foi membro do Conselho do Conselho Geral da Universidade da Madeira no período 2012-2016.

Francisco José Vieira Fernandes

Licenciado em Finanças, mestre em Gestão do Desporto e doutorado em Motricidade Humana. É atualmente Diretor Adjunto dos Aeroportos da Madeira, na empresa ANA-Aeroportos de Portugal, SA. Tem cerca de três dezenas de livros publicados nas áreas de investigação, dramaturgia (narrativa e romance) e literatura infanto-juvenil, com algumas obras incluídas no Plano Nacional de Leitura e no Plano Regional de Leitura. É autor de diversos trabalhos académicos e científicos nas áreas das Ciências Sociais, Ciências do Desporto e Literatura. Foi presidente do Instituto do Desporto da Região Autónoma da Madeira, entre 1993 e 2000, sendo atualmente Presidente da Direção da Associação Zarco – Centro de Estudos de Desenvolvimento e Desporto. Colabora com o Plano Regional de Prevenção da Violência Doméstica. É Presidente da Assembleia Geral da Associação de Basquetebol da Madeira, Presidente da Assembleia Geral da Associação Amigos do Jardim Botânico, Presidente da Assembleia Geral do Clube ANA Madeira e Vice-Presidente da Assembleia Geral da Associação Coro da Catedral. Foi membro do Governo Regional da Madeira entre 2000 e 2011 com a tutela da Educação, do Desporto e, entre 2007 e 2011, também da Cultura. Foi membro do Conselho do Conselho Geral da Universidade da Madeira no período 2012-2016.

José Viriato Soromenho Marques

É professor catedrático de Filosofia na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e membro correspondente da Academia das Ciências de Lisboa. Desenvolveu ainda extensa atividade ligada à área do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Embora não seja madeirense, tem estado envolvido em realizações ligadas à Madeira, nomeadamente como Comissário Científico das Conferências Internacionais do Funchal, nas suas seis edições, entre 2008 e 2013. É, além disso, detentor de um currículo invejável: membro do Conselho de Imprensa (1985-1987); Presidente nacional da Quercus ANCN (1992-1995); membro do Conselho Económico e Social (1992-1996); Vice-Presidente da Rede Europeia de Conselhos do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável (EEAC), entre 2001 e 2006; membro do Conselho Nacional do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (CNADS); coordenador científico do Programa Gulbenkian Ambiente (2007-2011); membro do High Level on Energy and Climate Change do Presidente da Comissão Europeia (2007-2010); autor de uma vasta obra científica, sobre temas filosóficos, ambientais e estratégicos, incluindo mais de quatro centenas de títulos (entre as quais vinte livros) e múltiplas conferências, seminários e cursos em vinte e três países. Colabora regularmente na imprensa escrita e audiovisual. Tem investigado ao longo das últimas três décadas os contributos do federalismo constitucional norte-americano e da construção europeia para os modelos de governação mundial na era da crise global do ambiente. Foi agraciado com as condecorações de Grande Oficial da Ordem de Mérito Civil (1997) e Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique (2006). Foi membro do Conselho do Conselho Geral da Universidade da Madeira no período 2012-2016.

Marco André Pereira e Barreto

André Barreto é licenciado em Gestão de Empresas pelo Instituto Superior de Gestão de Lisboa e graduado em Gestão Hoteleira, pela Engiárea. Fez toda a carreira ligado à área da hotelaria e do turismo, exercendo, desde 1998, até à presente data as funções de Diretor Geral da Quintinha de São João, cujo projeto ajudou a conceber e implementar, em todas as suas vertentes. Colaborou, enquanto Administrador da Bafilhos, no planeamento e abertura da Estalagem Jardins do Lago. Exerceu as funções de vogal da Direção da Associação de Promoção da Madeira durante 5 anos e foi membro da Mesa de Hotelaria da ACIF por dois mandatos, tendo assumido a sua presidência durante 3 anos, até final de 2009. Assumiu, desde 2008 e durante 4 anos, a presidência da Associação de Natação da Madeira. Colabora mensalmente, desde 2010, com um artigo de opinião no Diário de Notícias da Madeira e esporadicamente escreve em publicações nacionais relacionadas com a área da hotelaria e do turismo. É atualmente membro do Conselho Consultivo da Associação de Promoção, a convite do sócio fundador ACIF. Foi eleito e tomou posse, em Janeiro de 2015, como Presidente da Delegação Regional da Madeira da Ordem dos Economistas, cargo que exerce presentemente.

Paulo David Abreu Andrade

Arquiteto madeirense com obra reconhecida a nível nacional e internacional. Autor do projeto “Centro das Artes - Casa das Mudas”, Calheta, Madeira. As suas obras foram apresentadas em diversas exposições, realizadas em vários pontos do Globo (Helsínquia, Tóquio, Barcelona, Londres, Nova York, São Paulo, etc.). Tem trabalho publicado em diversas revistas e em livros de arquitetura. Participou em conferências nacionais e internacionais da especialidade. Recebeu, entre outros, os seguintes prémios e distinções: em 2012, Comendador da Ordem do Infante D. Henrique e prémio Aalvar Aalto (prémio instituído em 1967, com onze atribuições, sendo duas a portugueses: Paulo David e Siza Vieira); em 2008, “European Prize for Urban Public Space – In Favor of Public Space”; em 2007, Prémio AICA / Prémio Carreira (atribuído pela Associação Internacional de Críticos de Arte / Ministério da Cultura), Prémio Internacional da Pedra “Marmomacc”, em Verona, e, na categoria de “Cidade e Paisagem”, o prémio Ibérico de Arquitetura-FAD, em Barcelona; em 2005, prémio “A Pedra na Arquitetura” (7ª Edição), e prémio Enor-Portugal; e, em 1996, Prémio Cidade do Funchal de Arquitetura (1ª edição). Mais recentemente o seu trabalho esteve exposto em Lisboa, no Centro Cultural de Belém, na Garagem Sul em 2015 e na Galeria Appleton Square, em 2014. Exposições que exploraram o tema da paisagem com arquitetura com especial destaque sobre o território da Madeira. Foi convidado após o infortúnio dos incêndios de 2016 no Funchal a coordenar o projeto ‘Gabinete da Cidade’ para a requalificação da cidade do Funchal, em colaboração com a Câmara Municipal do Funchal. Foi membro do Conselho do Conselho Geral da Universidade da Madeira no período 2012-2016.

Outras Notícias