Rubina acusa actual gestão da Câmara do Funchal de esquecer zonas altas

Prevenção dos incêndios foi o mote para críticas da candidata do PSD que apresentou a lista para a freguesia do Monte

11 Ago 2017 / 21:11 H.

A candidata do PSD-Madeira à Câmara Municipal do Funchal acusou a gestão autárquica de Paulo Cafôfo de ter esquecido as zonas altas, lembrando as promessas feitas para um plano de prevenção de incêndios e reforçando que não basta entregar kits de primeiro ataque nas Romeiras.

Falando na apresentação da lista social-democrata à freguesia do Monte, Rubina Leal destacou que tem planos para a zona, nomeadamente potenciando a capacidade de atrair turistas nos vários pontos de interesse referenciados.

A candidata do PSD também alertou para a revisão do Plano Director Municipal (PDM) do Funchal, que está em discussão. Alertou que o Monte é uma das que fica prejudicada pela classificação de zona rústica, impossibilitando a construção por ficarem classificados como terrenos para agricultura mesmo que não apresentem problemas de risco.

Já a candidata à Junta de Freguesia do Monte, Idalina Silva, referiu que as prioridades que pretendem para os próximos quatro anos - depois de um primeiro mandato - é dar continuidade ao trabalho, nomeadamente resolvendo as preocupações sociais e pela defesa da freguesia face à natureza, que tem sido castigadora.

Aproveitar os apoios comunitários e o trabalho do Governo Regional a montante, incentivando o investimento privado e público, para resolver, por exemplo, as questões dos estacionamentos e do saneamento básico e, ainda, estreitar o trabalho em conjunto com as associações locais, frisou Idalina Silva, que lidera uma lista que apenas muda um nome na actual estrutura.