Rita Andrade quer criar “startups sociais” na Madeira

Secretária regional da Inclusão e Assuntos Sociais estabeleceu contactos com investigadores do ISCTE, em Lisboa

Lisboa /
14 Nov 2017 / 18:35 H.

Rita Andrade participou hoje na ‘Sessão Final do Congresso Nacional da Economia Social – 2017’, que se realizou no auditório do ISCTE, em Lisboa. A secretária regional da Inclusão e Assuntos Sociais disse que esta ida àquela iniciativa serviu para estabelecer contactos com investigadores do ISCTE, tendo sido levantada a possibilidade de criar na Região “startups sociais”.

Um “projecto-piloto” que, segundo a governante, é uma mais-valia, até porque esta seria uma forma de “ficaram menos dependentes de financiamentos públicos”.

Recorde-se que Rita Andrade, que integrou a Comissão de Honra do CNES, participou na iniciativa, em Lisboa, onde foram abordadas diversas temáticas, como ‘A Economia Social, Desenvolvimento e Emprego’, que teve como um dos principais oradores Miguel Cabrita, Secretário de Estado do Emprego, ‘A Economia Social e as Instituições Financeiras’ e os ‘Desafios da Economia Social e a União Europeia’. Refira-se ainda que a ‘Sessão Final do Congresso Nacional da Economia Social – 2017’ contou também com a presença do Primeiro-Ministro, António Costa, e o Presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues.