PSD quer combater êxodo rural em Santana

12 Ago 2017 / 17:05 H.

A candidatura do PSD a Santana, encabeçada por João Gabriel Caldeira, quer combater o êxodo rural, sobretudo dos mais jovens, naquele concelho. Neste sentido, o candidato à presidência da Câmara, anunciou ontem um conjunto de propostas que visam fixar os jovens e combater a sua emigração.

João Gabriel Caldeira assume que é objectivo estratégico do seu projecto autárquico “dar voz à juventude”. “Nós sentimos um êxodo rural por parte dos jovens. Grande parte dos jovens que saem para exterior (para o estrangeiro, mas também para o Continente) têm uma escolaridade muito elevada. Nós queremos estancar essa emigração massiva. Assim como está, a taxa de natalidade decresce. Somos um concelho cada vez mais envelhecido e com menos gente. A última estatística diz que só estão cá a viver 6.876 pessoas, num concelho que já teve 15 mil pessoas”, alertou.

O candidato social-democrata refere ser obrigatório inverter essa tendência. Para tal, lembra, há que proporcionar aos jovens “melhores condições e melhor qualidade de vida”.

“Se ganharmos a Câmara, uma das primeiras medidas será constituir um conselho municipal de juventude, para que, no fundo, as suas ideias, as suas expectativas, as suas motivações, possam se reflectir no que serão as decisões autárquicas”, prometeu. O cabeça de lista anunciou também que vai criar o “Cartão Municipal da Juventude”, para que os jovens possam usufruir de redução das taxas municipais, como as referentes à habitação. “Pretendemos agregar instituições públicas e privadas, para que as mesmas possam colaborar nesse cartão, em sectores como a restauração, a hotelaria, as pousadas de juventude, etc.”, acrescentou.

O candidato diz ainda que “é preciso apoiar e valorizar o empreendedorismo jovem”. “Queremos que esses jovens se fixem cá, que fiquem cá, que invistam cá”, concluiu.