PS apresenta voto de pesar pelo falecimento de João Semedo

17 Jul 2018 / 17:16 H.

O Grupo Parlamentar do PS-Madeira deu entrada, na Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira, a um voto de pesar pelo falecimento de João Semedo, ex-coordenador do Bloco de Esquerda.

Médico e dirigente do Bloco de Esquerda, João Semedo nunca disse ‘não’ às suas lutas e foi, até ao fim, um defensor do “direito a morrer com dignidade”.

Depois de iniciar a sua vida política no liceu, com a tragédia das cheias de 1967 e a mobilização estudantil que então ocorreu para apoiar as vítimas, alargou a sua atividade ao âmbito nacional e internacional, dedicou-se às artes e à medicina, tendo sido mesmo um dos autores da nova proposta de Lei de Bases da Saúde.

João Semedo assumiu que teve a vida que escolheu, tendo revelado, muitas vezes, que preferia a política à medicina, porque a política, disse na altura, trata “a sociedade mais do que as pessoas”.

Depois de um longo percurso como médico e político, lançou, em janeiro de 2018, em conjunto com o pai do Serviço Nacional de Saúde, António Arnaut, o livro “Salvar o SNS - Uma nova lei de bases da Saúde para defender a democracia”.

Assim, o Grupo Parlamentar do PS-M reconhece a pertinência de se fazer justiça à sua memória e expressa as mais sentidas condolências à família, apresentando o referido voto de pesar, em reconhecimento pelo seu valor pessoal, político e profissional.

Outras Notícias