Pescado descarregado este ano na Madeira atinge valor recorde de 18,5 milhões de euros

07 Out 2017 / 19:49 H.

O pescado capturado e descarregado em lota nos primeiros nove meses deste ano atingiu os 18,5 milhões de euros, um valor recorde na Região Autónoma da Madeira.

A informação foi revelada na tarde deste sábado por Humberto Vasconcelos, durante uma visita à II Feira do Mar e do Pescador, que decorre no Caniçal, uma organização da Casa do Povo do Caniçal com o apoio da Secretaria Regional de Agricultura e Pescas, que pretende homenagear a comunidade piscatória assim como os armadores daquela freguesia do extremo Leste da ilha da Madeira.

“Nós estamos nos 18 milhões e meio de euros de pescado na Região, um valor recorde desde que há registos, o que é muito bom”, assinala Humberto Vasconcelos, que acredita fechar o ano com um valor de pescado na ordem dos 20 milhões de euros.

O atum patudo é a espécie mais capturada nos mares da Madeira, seguindo-se o voador e o rabilho que constituem o grupo dos tunídeos que têm grande expressão na economia local e também regional.

O secretário regional com a pasta das Pescas destacou o conjunto de investimentos em curso no Caniçal, exemplificando o reperfilamento do cais de pesca, uma obra que deverá estar concluída no final do ano e que representa uma velha aspiração dos armadores e pescadores que há muito vinham reivindicando um porto acostável para os atuneiros.

A requalificação da lota, com equipamentos novos para a conservação do pescado é outro investimento que beneficiou de fundos comunitários e que virá “dotar a zona com melhor qualidade de oferta”, ressalvou Humberto Vasconcelos.

Outras Notícias