Paulo Esteireiro apresenta livro ‘10 Peças Clássicas para Braguinha’

06 Nov 2017 / 12:37 H.

Paulo Esteireiro prepara-se para apresentar um livro da sua autoria denominado ‘10 Peças Clássicas para Braguinha, no próximo dia 8 de Novembro, pelas 11h00, no auditório da Direcção de Serviços de Educação Artística e Multimédia.

Neste que é o terceiro livro que o autor dedica a este instrumento tradicional madeirense, o prefácio é assinado por Pedro Cantalice, cavaquinista brasileiro que considera a obra uma contribuição para o repertório e para a forma de pensar o Braguinha, o cavaquinho no Brasil, em Cabo Verde ou em qualquer lugar do mundo.

“Já no seu primeiro livro ‘10 Novas Composições para Braguinha’, Esteireiro registra de forma pioneira, o possível intercâmbio, entre o Braguinha e os cavaquinhos do Brasil e Cabo Verde”, refere Cantalice que vê com bons olhos o facto as aulas de Cavaquinho no curso de Bacharelato em Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro, num semestre que dedicam ao cavaquinho pelo mundo.

Nesta edição, o autor escolheu o tema da música clássica e procurou adaptar para o braguinha composições renascentistas, barrocas, clássicas e românticas. O obcjetivo central foi enriquecer o repertório do braguinha com peças de grandes compositores da história da música – tais como Bach, Mozart ou Vivaldi – e, principalmente, sensibilizar os alunos para a existência de diferentes períodos, com características singulares, ao longo da história música.

Apesar de ser da opinião que se podem e deve tocar as peças do passado com a sensibilidade atual, Paulo Esteireiro acredita, igualmente, que um conhecimento mais aprofundado do passado e de cada período histórico enriquece a nossa expressão, a sensibilidade musical e nos aproxima das intenções artísticas originais de cada compositor. Deste modo, propõe neste livro a realização de uma viagem musical no tempo, ao encontro de um conjunto entusiasmante de problemas por resolver. Convém salientar que as peças apresentadas nesta edição foram ligeiramente alteradas em relação ao original, por causa das características do braguinha e para simplificar o grau de dificuldade de algumas das músicas.

Evidencia-se, ainda, que parte da viabilização financeira para esta edição foi conseguida através de uma campanha de crowdfunding realizada na plataforma ‘PPL Crowdfunding Portugal’, que terminou no passado dia 2 de outubro e na qual participaram mais de 52 apoiantes.

A edição será apresentada pelo compositor e orquestrador João Caldeira.

Outras Notícias