Paulo Cafôfo defende municípios com políticas ligadas à saúde

30 Out 2017 / 12:46 H.

O I Congresso Regional de Sobreviventes do Cancro, que aconteceu este fim-de-semana, na Madeira, contou com a presença de Paulo Cafôfo que aproveitou a ocasião para elogiar “o papel fundamental da Liga Portuguesa contra o Cancro no acompanhamento destas situações”.

O presidente da Câmara Municipal do Funchal lamentou que ainda haja receio de dizer a palavra cancro, “esta doença silenciosa que nos afecta a todos, seja a nós próprios, aos nossos familiares ou aos nossos amigos, porque infelizmente todos conhecemos alguém que já a teve”.

Reforçou a ideia de que a saúde é, por um lado, “um aspecto de desenvolvimento humano”, onde qualquer pessoa deve ter cesso, independentemente da situação em que se encontra; por outro, um aspecto de “desenvolvimento económico, que exige investimento e responsabilidade, porque tem uma repercussão muito maior do que qualquer investimento”.

Defendeu, por isso, políticas ligadas à Saúde, com os Municípios a fazerem cada vez mais, para promover a Saúde, recordando o trabalho no Funchal ao nível do Fundo de Investimento Social, da Educação para a Saúde ou do Funchal Cidade Activa.

Outras Notícias