Paulo Cafôfo apadrinha candidatura de Emanuel Câmara ao PS-M

30 Out 2017 / 20:23 H.

Paulo Cafôfo recebeu a maior ovação, quando entrou na sala, na sede do PS-M, onde esta tarde foi apresentada a candidatura de Emanuel Câmara à liderança do partido. O presidente da Câmara Municipal do Funchal é a escolha de Câmara para se candidatar a presidente do governo regional, em 2019 e a presença na sala deixa poucas dúvidas sobre a concordância do autarca em relação a esta estratégia. Paulo Cafôfo escusou-se a comentar essa possibilidade, mas Emanuel Câmara foi directo.

“Estamos a dois anos das eleições e temos de ter a humildade de ouvir as pessoas e não tenho dúvidas de que, neste momento, em cada dez madeirenses, oito aquilo que querem é que Paulo Cafôfo seja o próximo presidente do Governo Regional”, afirmou Emanuel Câmara, no final a apresentação da sua candidatura.

“Estamos a falar de duas pessoas vencedoras. O PS tem a oportunidade de ter um presidente vencedor, que já ganhou eleições, que já foi a votos e teremos um presidente do Governo Regional vencedor. Seria um erro histórico não aproveitar o capital político e o trabalho feito pelo Paulo Cafôfo à frente da Câmara do Funchal”, justifica.

Questionado sobre se Paulo Cafôfo já aceitou liderar a candidatura do PS, em 2019, Emanuel Câmara diz que ainda não aceitou, mas tem poucas dúvidas.

“Não aceitou, mas as imagens falam por si. Se eu tenho cá, neste momento, o Paulo Cafôfo a apadrinhar esta minha apresentação é sinal de que estamos todos juntos neste projecto que visa a alternância democrática na Região”, sublinha.

Perante uma sala completamente cheia, com militantes e simpatizantes e onde, além de Cafôfo, estavam presentes Célia Pessegueiro, presidente da Câmara da Ponta do Sol, deputados e autarcas, Emanuel Câmara focou o seu discurso na necessidade de preparar o partido para as eleições regionais de 2019 que pretende vencer e afastar o PSD do poder.

O presidente da Câmara do Porto Moniz garante que conta com todos, com aqueles que “há mais de 40 anos lutam pelos ideais socialistas” e deixa um indirecta aos seus adversários, sobretudo os históricos do partido que já manifestaram apoio ao actual líder do PS-M, Carlos Pereira: “Todos somos históricos, todos valemos o mesmo, todos somos importantes”.

Agradeceu a todos os sectores do partido, com destaque para os jovens a quem prometeu que é candidato a líder para que “em 2019 o futuro chegue”.

Com o lema ‘Um Futuro Pelas Pesoas’, Emanuel Câmara promete unir o partido, porque não compreende comportamentos da actual direcção que acusa de, nas eleições autárquicas, não ter apoiado a candidatura ao Funchal ou não ter estado, sempre, ao lado do líder nacional, António Costa.

“O que nós vamos fazer em 2019 é fazer História, todos os militantes, todos os simpatizantes e todos os madeirenses, porque vamos mudar de vez a Região Autónoma da Madeira”, concluiu.

Emanuel Câmara promete apresentar uma moção de estratégia em que aproveitará todos os contributos e que terá coordenadores sectoriais.