Paula Cabaço passa de ‘besta a bestial’ em apenas 19 meses

A ex-presidente do IVBAM, que foi demitida e acusada por Miguel Albuquerque de “estar a dormir”, é agora eleita secretária do Turismo

11 Out 2017 / 19:52 H.

A recém-nomeada secretária regional do Turismo e Cultura, Paula Cabaço, que terá ainda a gestão das pastas dos Assuntos Europeus, tinha sido praticamente demitida em público há pouco mais de 19 meses por Miguel Albuquerque, durante uma visita à empresa Bordal quando Cabaço presidia ao Instituto do Vinho, Bordado e Artesanato da Madeira (IVBAM).

No final da visita, a 4 de Março de 2016, à empresa Bordal, na Rua Fernão Ornelas, o presidente do Governo Regional afirmou, em declarações à comunicação social, o seguinte: “a base do sector do artesanato tem de ter uma mudança muito profunda. Os tempos são outros. É um sector que tem estado, do meu ponto de vista, e esta é uma crítica também para a nossa área de tutela, é um sector altamente conservador, onde existem pessoas que, neste momento, estão a dormir na forma e que nós vamos mudar”.

Paula Cabaço viria a ser afastada do IVBAM, na reestruturação governativa efectuada em Dezembro do mesmo ano, e que mexeu em 10 organismos, sucedendo-lhe Paula Jardim.

Entretanto em Fevereiro de 2017, a engenheira agrónoma foi integrada no gabinete do secretário regional da Economia, Turismo e Cultura, por despacho do secretário Eduardo Jesus, para “prestar assessoria especializada na área da economia e das empresas”, com duração de quatro anos, o equivalente ao mandato do secretário Eduardo Jesus, mas com início a 1 de Fevereiro.

Não durou nove meses até Eduardo Jesus ser dispensado do cargo de secretário regional de Economia, Turismo e Cultura, ascendendo para o seu lugar Paula Cabaço, passando de ‘besta a bestial’ no conturbado legado de Miguel Albuquerque.

Outras Notícias