Novo ano lectivo da Universidade Sénior do Funchal arrancou com 90 alunos

02 Nov 2017 / 17:34 H.

No arranque de mais um ano lectivo da Universidade Sénior do Funchal, que começou hoje, dia 2 de Novembro, Paulo Cafôfo, presidente da Câmara Municipal, salientou a importância desta actividade direcionada à população sénior do concelho e que passa a ter um espaço fixo, sediado na antiga escola da Azinhaga da Nazaré, em São Martinho.

“A Universidade Sénior tinha aulas espalhadas por diversos espaços e agora concentra-se neste edifício fantástico da freguesia de São Martinho”, que sofreu obras de requalificação para acolher os cerca de 90 alunos sénior do Funchal.

Segundo Cafôfo, a universidade tem muitas valências e é sobretudo um espaço onde as pessoas com mais idade, activas e válidas podem adquirir mais conhecimentos e partilharem a sua sabedoria e experiência de vida.

Aulas como português, inglês, francês, artes plásticas, património, ioga ou meditação fazem parte do programa de aprendizagem da Universidade Sénior, sendo que cada aluno pode escolher as áreas que mais lhe interessa.

Além da aprendizagem, a universidade é uma forma de quebrar a solidão da população sénior. Daí ser importante e fundamental para a cidade do Funchal, proporcionando um envelhecimento activo. “Todos nós vamos para velhos e caminhamos para uma idade mais avançada e o importante é que ninguém pare de aprender e possa dar aos outros um pouco da sua experiência de vida”, diz Cafôfo que congratula-se com o crescente aumento que a Universidade Sénior tem alcançado de ano para ano.

Outras Notícias